Desvendando Mensagens da Música GOTCHA – Acacia!

Olá pessoal

No final de Setembro tivemos a estreia do videoclipe da música GOTCHA que foi revelada ao mundo durante o vídeo de novidades sobre Crown Tundra lançado a 29 de setembro de 2020. Todos os fãs da franquia perceberam que o vídeo está carregado de easter eggs e o KuroBlitz decidiu fazer uma análise ao vídeo. É isso que vos trago, a tradução daquilo que ele colocou no seu twitter.


“Neste tópico vou fazer uma análise sobre o Special Music Video lançado que, na minha opinião pessoal, foi para comemorar os 25 anos da marca Pokémon desde 1995 e os 30 anos de Capumon desde 1990. O nome da música é Acacia, muito apropriado para Pokémon!


Na linguagem das flores, a acácia representa renovação, fortaleza e pureza em todo o mundo. Na maçonaria, é um emblema da imortalidade da alma humana.


O videoclipe começa como a própria franquia, num tom verde-acinzentado idêntico ao do ecrã do Gameboy. Um tom muito inexplorado e melancólico já que Red & Green são cores no Japão que representam War & Peace, sendo Fire & Leaf os símbolos nacionais dos mesmos.


Não devia ser surpresa para ninguém o facto de eles animarem a referência do jogo ao filme “Stand By Me” de 1986, inspirado no romance de Stephen King “The Body” de 1982. Um conto de aventura, mistério e adolescência, sendo a ferrovia um símbolo de ligação como um Link Cable.


Esta imagem é muito adequada, já que a menina com o Eevee está a chorar porque ela ficou em segundo lugar num torneio e nenhuma personagem feminina estava em RGB. Também considerando que Eevee é agora o segundo mascote oficial do Pokémon, fortemente enfatizado pelos títulos LGPE de 2018!


No segmento dos ‘Type Experts’ vemos apenas membros Líderes de Ginásio e Elite 4, daí o facto que Zinnia não aparecer no tipo Dragão, por exemplo. Os tipo Sinistro aparecem na cena Fantasmas e desaparecem na cena Inseto, indicando a furtividade e também as combinações de tipo. Quanto aos do tipo Normal, estes aparecem como sendo a claque do Eevee.


Uma vez que o SMV se chama “GOTCHA”, talvez o menino tenha um “GOT” no nome e a menina tenha um “CHA”, mesmo que sejam os próprios cantores! O treinador masculino poderia ser chamado de Gotzon, que significa “anjo” em basco e os últimos ‘Type Experts’ que vimos são os Voadores!


Charlotte poderia caber à treinador feminina – significa “homem livre” em francês e ela tem as cores da bandeira da França nas faixas de cabelo e roupa! E com a representação de Kanto, os pássaros lendários são, de certa forma, “homens livres”, mas também “anjos”, já que são as Miragens Aladas!


Após serem vistas várias sombras de Pokémon Lendários e Míticos no fundo para representar sua presença ilusória no mundo, temos os vilões em seguida, seguidos pelos protagonistas, sendo o primeiro Brendan de RSE que representa a atual ligação entre jogos que começou em 2002.



É por isso que Leaf & Kris não aparecem nas sombras, já que não é possível efetuar trocas com a Geração I e II… tudo começou em Ruby & Sapphire, e é por isso que noutra cena vemos os substitutos de Elaine e Chase perto de Kyogre e Groudon, possivelmente teremos a Geração III na eShop.


Na cena dos Campeões é muito triste não mostrarem Alder e Iris pessoalmente, apenas um high-five (o 5 a representar a Geração, bem como as pontas das estrelas). Temos a representação do público ocidental que nunca viu todo o alcance de Pokémon, sendo por isso que Red tem os mascotes de Red & Blue.



Essa é a razão pela qual Green Oak recebeu um Venusaur, porque ele nunca teve um em qualquer tipo de media, além do mangá ‘Conto Elétrico do Pikachu’ onde a sua contraparte – Gary Oak – tinha um! Além disso, aquelas estátuas Dragonite prenunciam o reinado do Campeão Lance no Planalto Indigo.


Outra ótima imagem é ver Greninja e Serena a combater contra Mewtwo, já que Greninja é imune a ele. Sem falar que no manga, o Greninja de Yvonne – Croaky (Kerokero) – tem Battle Bond, mesmo que nunca seja mostrado, é mais simbólico no que diz respeito à sua ligação!



Relativamente às principais regiões de jogos baseadas na América: Unova em NY e Alola em Hawaii. Uma representação clara dos lados do Atlântico e do Pacífico. A mala de Hilda inclina-se para Bianca, enquanto a de Nate inclina-se para Cheren. Gladion tem o Z-Ring preto de USUM, enquanto Selene tem o branco de SM.


Vemos o Silver com todos os iniciais, um símbolo de liberdade e escolha. O facto do olhar de Hilda estar focado em N e Reshiram representa que ela sabe a verdade, enquanto N ao olhar para Hilbert e Zekrom representa a sua antiga visão de túnel para criar um mundo ideal.


Esta é a melhor referência cruzada de todos os tempos: temos o Wally de ORAS a enfrentar Brendan e May de Emerald no final da Victory Road de Hoenn, onde eles se enfrentam em Ruby & Sapphire. Estão aqui presentes todos os títulos, infelizmente sem menção aos Frontier Brains de Hoenn… ou Sinnoh.



É a primeira vez que vemos o combate do Mount Silver animado, com Ethan/Hibiki a representar o Gold de HGSS devido às ligações desde RSE, portanto, Red de FRLG. O nome de Hibiki significa ‘echo’, uma referência cruzada de luz e som que solidifica um videojogo.



Após vermos os Líderes de Ginásio de Galar a serem apresentados através do Rotom Drone como num combate, vemos Morpeko a tentar fazer Marnie sorrir como nos jogos por causa da pressão causada pela comitiva da Team Yell. Além disso, Bede e Opal olham para quem assiste do mesmo ângulo!


O confronto Gigantamax entre Cinderace e Charizard é brilhante, uma representação do novo e do antigo, especialmente por Charizard ser o primeiro mascote Pokémon em Red. Victor e Gloria realmente enfatizam o significado do que é ser um campeão – poder e espetáculo.


A transição de Hop para Leon é fenomenal, novamente, outra representação visual da geração mais nova e mais velha de treinadores. A equipa de Hop foca no som e Leon na luz e, como a comunidade, os dois estão ligados porque são uma família. Já agora, LEON – InteLEON!?


A música termina com a aparição de Mew, já que Mew é um Pokémon que liga tudo e todos ao seu mundo, sendo a primeira origem. Temos uma referência muito obscura, mas o penteado da menina é muito semelhante ao da mulher do trailer original de Red & Green em 1996.


Por fim, eles reconhecem Sonia como uma Professora, já que ela verdadeiramente se torna uma no pós-jogo. Os protagonistas têm os bonés de Red e Leon – mais uma vez antigo e novo. As placas trazem imagens de Isle of Armor e Crown Tundra e, além disso, também os Subway Bosses de Unova e as Battle Chateleines de Kalos.


Muito apropriado já que esses locais também são pós-jogo, tal como o DLC, e precisas apanhar um comboio para chegar a ambos os destinos. BW estando à esquerda representa a America e XY estando à direita representa a Europa, distantes mais interligadas, como uma ferrovia.


E como uma ferrovia, não há mais retorno, só podemos marchar em direção ao novo amanhã! Em direção ao desconhecido, juntos… interligados. Não podes retroceder uma Pokémon e o mesmo vale para o teu caminho na vida! Pokémon sempre representa um caminho de progressão. OBRIGADO!


BÓNUS: isto termina em 151 segundos… o tempo é simplesmente incrível!


Aqui ficam todos os mistérios e easter eggs do videoclipe da música, espero que tenham gostado.
Fiquem bem, Portuga

One comment

  1. Essa análise e a sua tradução estão porreiras a meu ver!! 😀
    Parabéns e obrigado ao KuroBlitz (a pessoa que é responsável pelo canal de YouTube com o mesmo nome) e a ti, Portuga, e que continuem sempre assim!! ;D

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *